Fale Connosco

Fale Connosco

Obrigado por entrar em contacto! Receberá uma resposta o mais brevemente possível.

Durante a Interpretação Consecutiva o orador para a cada 1 a 5 minutos (normalmente no fim de cada “parágrafo” ou ideia) e, de seguida, o intérprete resume o que foi dito na língua-alvo.

Uma competência chave na interpretação consecutiva é a anotação, visto que poucas pessoas conseguem memorizar um parágrafo completo sem se esquecer de nenhum detalhe.

As notas do intérprete são muito diferentes das do estenógrafo, por exemplo, porque escrever as palavras na língua original dificulta o processo ao intérprete ao traduzir o discurso para a língua-alvo.

Muitos intérpretes profissionais desenvolvem a sua própria simbologia “ideogramática”, o que lhes permite anotar não apenas as palavras, mas também os pensamentos do orador numa espécie de língua independente.

Desta forma, a tradução do intérprete é mais idiomática e menos vinculada à língua original.

Ler mais Voltar